No Laboratório Poético, buscamos discutir e refletir sobre a construção da cidade, seus espaços e suas contradições.  No entanto, vivendo em um momento de pandemia e diante da impossibilidade de sair na rua e percorrer a cidade, nossa casa comum, desenvolvemos uma plataforma coletiva de pesquisa: a Casa Corpo em Deriva.

Trata-se de uma concepção poética, que reúne on-line produções autorais dos participantes do Laboratório, dando vida aos trabalhos dos outros companheiros, além de disponibilizar o acesso a essas produções para o público em geral.

O acesso à página se dá pelo endereço casacorpoemderiva.com.br.

 

Desenvolvemos esta plataforma on-line para dialogar e divulgar as produções do Laboratório. Trazemos nossas vivências ao longo de um ano de pandemia, além ser uma oportunidade de repensarmos a cidade como nossa casa comum, bem como os significados das nossas próprias casas. É nesse momento de vida remota e dependente da tecnologia que a casa se torna casulo – seu conforto e seus mistérios são postos em foco, em meio a ansiedade e ao despertar das memórias.

 

Cabe assim estabelecer uma correlação entre o nosso corpo e a casa, entendendo-a como ente vivo. Logo, em um mundo extremamente tecnológico, com grande volume de dados, a casa comum do projeto, ou seja, nossos espaços comuns, passa a estar na rede, em uma nuvem de dados.

 

Confira abaixo a apresentação da Casa Corpo na Jornada da UFRJ (2021).